Brincar para não esquecer

“não me posso esquecer do que eu penso sobre as coisas da vida quando for grande”. era um pensamento que me assomava quando era criança, e que pressupunha o entendimento de que os adultos já se tinham esquecido de como era ser criança e as suas crenças, valores e, até, ética, tinham mudado. Fazia listas […]