Plástico, fundi-te!

Claro que, num mundo de plásticos brilhantes e perfeição desumana, imagino que não foi a prenda mais feliz.