Escola Secundária da Sertã

8223d-feiralivro2010

 

Daniela… que se viu obrigada por ela mesma a dizer a “Lágrima de Preta” do Gedeão… brilhantemente!

Constança… que queria mas não queria mas afinal queria mas não mas sim mas não sei mas quero mas … ok! um poema de seu próprio pseudónio (Carolina) .. dito a duas vozes… na praia.

 

Anúncios

1 comentário a “Escola Secundária da Sertã

  1. Olá Nuno!!Mil desculpas por demorar tanto a responder-te. … mas não ficaste esquecido!!Não tenho a certeza do poema a que te referes… mas penso que é este soneto:Não são como o sol os olhos da minha amada;Mais rubro que os seus lábios é o coral:Os seus seios não são como a neve imaculada,E os seus cabelos negros são grossos como metal.Já vi rosas de damasco brancas e encarnadas,Mas nunca no seu rosto vi essas cores.Agradam-me muito mais outros odores,Que me agrada o hálito da minha amada.Não nego que embora goste de a escutar,Ao meu ouvido soa melhor uma canção.Reconheço que nunca vi uma deusa caminhar:Ela quando caminha pisa o chão.E no entanto considero mais rara a minha amada,Que tudo com que possa ser comparada.WILLIAM SHAKESPEAREUma tradução do Jorge Sousa Braga que encontras no livro “Qual a Minha ou a Tua Língua? – Cem poemas de amor de outras línguas” (Ed. Assírio & Alvim)…. Um livro que aconselho muito!!Beijinhos! Tudo de bom!

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: